5 LIÇÕES DE MARKETING PARA APRENDER COM A ECONOMIA COMPARTILHADA

5 LIÇÕES DE MARKETING PARA APRENDER COM A ECONOMIA COMPARTILHADA

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A economia compartilhada é o fenômeno onde as pessoas estão cada vez mais dispostas a compartilhar casa, carro, vestuário, bens, serviços, ou seja, quase tudo online.

O que ocorre atualmente é uma grande influência disruptiva na maneira como os negócios funcionam. Novas empresas voltadas para o consumidor estão crescendo rapidamente e levando uma parcela significativa da receita de empresas tradicionais. Basta observar o que acontece com a indústria hoteleira, em relação ao sucesso do Airbnb ou a indústria dos transportes com o uber.

A economia compartilhada permitiu que novos negócios de vários milhões de dólares crescessem de um dia para o outro. Então, como as empresas tradicionais podem alavancar com a tendência de compartilhamento? Aqui estão cinco lições de marketing que você pode aprender com a economia de compartilhada.

 

  1. Co-criação: Trabalhar de forma colaborativa com os clientes pode trazer perspectivas externas e ideias frescas. Um dos meus exemplos favoritos é o programa Starbucks, onde os clientes podem nomear um novo café. Este é um ótimo exemplo de como usar o crowdsourcing para impulsionar a inovação de produtos e ao mesmo tempo incentivar a participação dos clientes. Empresas de tecnologia muitas vezes usam plataformas de código aberto para impulsionar a inovação e a participação. Co-criação é uma poderosa ferramenta de marca na economia do compartilhamento. Quando os consumidores se tornam co-criadores em uma experiência de marca, eles são mais propensos a comprar na marca.

 

  1. Criar Confiança: A confiança é a principal moeda da economia compartilhada. Use avaliações de clientes e estratégias de construção de comunidade para desenvolver autoridade e confiança com seus clientes. A economia colaborativa exige que as pessoas confiem em estranhos. Os profissionais de marketing podem alavancar provas sociais e revisões de colegas para criar confiança e lealdade com os clientes em nível de base.

 

  1. Integração: A integração social está se tornando o elemento mais importante da descoberta da marca e engajamento. Construir uma rede engajada de defensores da marca leva tempo e dá muito trabalho. Faça de cada experiência da marca uma experiência social onde os clientes possam se envolver, compartilhar, comunicar.

 

  1. Construir um site matador: Rede peer to peer, navegação simplificada, informações locais, uso de mapas, imagens e vídeos tornam os sites mais envolventes e com experiências. Fácil acesso a produtos e serviços é a marca da economia compartilhada. Websites corporativos tendem a ser excessivamente complexo e difícil de usar. As melhores marcas estão se concentrando em entregar valor em vez de apenas vender.

 

  1. Valorizar a Comunidade Local: A economia compartilhada é hiper local; Ela constrói negócios através da conscientização da comunidade. Empresas tradicionais muitas vezes não gastam tempo no tipo de envolvimento com a comunidade que é a marca registrada das marcas da economia colaborativa. Aproveite o tempo para semear a história da sua marca em seu bairro e desenvolver campanhas de brand-building em comunidades específicas.

 

A economia de compartilhada representa uma grande oportunidade para líderes e empresas visionárias que estão prontas para construir modelos de negócios inovadores que se inclinam para esta nova economia. Como você está aproveitando a economia de compartilhada?

Fonte: Digital Age of Marketing

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
1Comment
  • Cassie
    Posted at 11:03h, 28 junho Responder

    Fui em varios sites na internet para pesquisar sobre isso,
    li varios sites e nenhum se compara a esse aqui, seu
    Artigo e exelente, muito bem feito e explicativo, adorei.
    obrigado pelas informaçoes.
    Muito interessante mesmo! Continue com o bom trabalho!

Post A Comment